O que é gestão de produto

O produto é o que move o negócio, que faz com que todos trabalhem por um objetivo. Tire o produto e nada fará sentido. E podemos dizer o mesmo do gestor de produto. Como no caso de sucesso da Stayfilm, vamos analisar como Daniel Almeida, cofundador do Stayfilm, faz a gestão de produto alinhada à estratégia do negócio.

A ferramenta possibilita que os usuários criem filmes com recursos visuais inovadores e qualidade de cinema através das fotos salvas – seja no computador, celular ou nas redes sociais – e compartilhem com amigos.

Já foram mais de 700 mil downloads e 2 milhões de vídeos produzidos pelo aplicativo, criado em 2012.

Para complementar os conceitos desse caso de sucesso, usamos como base o livro “Product Leadership”, dos autores Richard Banfield, Martin Eriksson e Nate Walkingshaw, os três com décadas de experiência em design de produtos e desenvolvimento. Após estudarem mais de 100 líderes de projetos, os autores trazem na obra abordagens sobre estilos, percepções e técnicas de sucesso dos melhores gerentes de produtos.

Agora, vamos descobrir o que exatamente acontece na gestão de produto.

Gestão de Produto

Antes de falar sobre gestão de produto é preciso entender o que é o produto como um todo. No caso do Stayfilm, ele possui dois produtos: o site e o aplicativo. Oferecer aos usuários a possibilidade de criar vídeos é o serviço.

Este produto tem que estar alinhado à estratégia do negócio. Para Daniel Almeida, o propósito do Stayfilm é criar a maior plataforma de vídeos do mundo sem possuir uma câmera. E é com essa estratégia, suas iniciativas e indicadores de desempenho que o produto tem que estar alinhado.

A gestão de produto é responsável por fazer a conexão de todas as áreas da empresa, entre elas marketing, finanças e comercial, para que sejam definidas funcionalidades que ajudem essas áreas a atingir seus objetivos estratégicos de negócio.

A integração entre toda as áreas da empresa é o que faz com que o produto funcione. E é de extrema importância que todos estes diferentes setores conversem na mesma língua. O responsável por essa conversa é o gestor, o que o torna fundamental.

A relevância do gestor de produto

Um gerente de produto deve pesquisar sobre seu mercado, seu comprador e o problema que seu público está tentando resolver. É preciso assimilar grandes quantidades de informações, incluindo feedback qualitativo de clientes, dados quantitativos das ferramentas de análise e estatísticas, relatórios de pesquisa e tendências de mercado, para citar apenas algumas.

Para tornar a Stayfilm um caso de sucesso, Daniel afirma que todos os envolvidos no negócio precisam ser experts no produto, ou seja, passar por todos os processos da ferramenta como se fosse um usuário e entender como ela funciona. “Eu tenho que conseguir fazer com que todo mundo dentro da empresa consiga produzir um filme, compartilhar com seus amigos e ficar feliz que aquele filme foi pra frente”.

Ben Horowitz, investidor americano da empresa de capital Andreessen-Horowitz, apontou: “Um bom gerente de produto atua como CEO do produto. Bons gerentes de produto têm uma visão realista do que é sucesso em seus meios de produto e garantem que esta visão se torne realidade, custe o que custar. Bons gerentes são vistos por toda a equipe do produto como o líder do produto”.

Negócios, Tecnologia e Experiência do Usuário

Martin Eriksson, um dos autores do livro Product Leadsership descreve o gestor de produtos em uma interseção simples entre negócios, tecnologia e experiência do usuário (UX). Segundo ele, o gestor precisa ter experimentado pelo menos uma das áreas, ser apaixonado pelas três e familiarizado com os colaboradores de todas.

O autor usa o diagrama de Venn para ilustrar seu conceito:

Tecnologia: o gestor de produtos tem que compreender o que será construído antes de começar a construir. Isso não significa que ele precisa saber codificar, mas ser capaz de entender a tecnologia. O product manager precisa se envolver o máximo de tempo possível com o desenvolvimento da equipe, ter uma linguagem compartilhada e de compreensão com seus engenheiros.

Experiência do usuário (UX): o gerente de produto tem que ser apaixonado pelos clientes e pelos problemas deles, pois a voz do cliente dentro de uma empresa vem do gestor e não deve ser ignorada. Para que isso aconteça, faz parte da função do product manager sair para conversas com clientes, obter feedbacks em primeira-mão, bem como colaborar com o trabalho dos designers internos e externos, que fazem parte desse processo.

Negócio: os gerentes são, acima de tudo, uma função de negócios, com foco em reproduzir o valor comercial de um produto. Para atingir as metas, a otimização do produto deve ser de extrema importância para o gestor, pois é isso que proporciona o retorno do investimento.

Além disso, o gerente de produto precisa conhecer técnicas de marketing para tomar decisões sobre importantes funcionalidades implantadas, principalmente no que diz respeito a capacidade viral do produto.

“Eles precisam conhecer todas as áreas da empresa e misturar todas as informações com uma saudável dose de criatividade para definir uma visão para o seu produto.” Completam os autores do livro Product Leadership.

Agora que você já sabe qual é o papel de um gestor de produto e qual sua posição dentro do negócio, vamos ao ponto seguinte: qual é a relevância dele para a empresa?

A importância da gestão de produto no negócio

Uma vez que o produto é concebido, o gestor tem como responsabilidade propagar a ideia em todo o negócio. É indispensável que o gestor acredite no resultado da equipe, pois é uma forma de motivação para o time, que se empenhará mais para atingir as expectativas e para desenvolver os melhores projetos e soluções para o problema do cliente.

E, afinal, se ele não se animar com o produto, como pode esperar isso do consumidor?

A função do gestor, depois que o produto foi criado, é monitorar os indicadores de desempenho do mesmo e o alinhamento da estratégia, para que sejam definidas integrações com todas as áreas, e estas façam sugestões de funcionalidades e evolua o produto progressivamente dentro da estratégia do negócio.

Fique atento! O gestor é a visão do consumidor que atua dentro do negócio, ao passo que também tem que considerar os interesses da empresa, como custos e eficácia do serviço.

Daniel conta que a partir do feedback dos usuários, informações da plataforma e indicadores é definido a forma de trabalhar: quais as próximas etapas, onde gostariam de chegar e o que tem que fazer para isso.

Para os autores de Product Leadership, o product manager é o foco do desenvolvimento do produto, pois todos os processos se concentram e dependem dele para acontecer. “O gerente está constantemente definindo e renovando o produto que evolui, resolvendo problemas que podem aparecer e administrando de perto para que o produto vá para o mercado no tempo e no orçamento.”

Apesar de ser considerada uma função comum, pois o princípio dos negócios é possuir um produto, a Gestão de Produto é um cargo desafiador e o qual não dispõe de nenhum curso preparatório.

Mas não se desespere!

A Academia PME preparou uma aula completa para você sobre todas as responsabilidades e desafios que um gestor de produto enfrenta.

Aprenda com um caso de sucesso e se transforme em um expert do seu produto.

Tenha acesso ao conteúdo na íntegra apenas clicando abaixo:



Comentários

Send this to friend