Cultura Organizacional: Aprenda o que é e como desenvolvê-la!

A Cultura Organizacional é a personalidade da empresa.

Esta frase, que pode parecer esquisita em um primeiro momento, vai fazer sentido no decorrer do artigo e você entenderá o porquê.

É interessante trazermos uma definição que, mesmo generalista, consegue transmitir a interessante ideia sobre o que é, de fato, Cultura Organizacional.

“A Cultura Organizacional é o conjunto de hábitos e crenças estabelecidos através de normas, valores, atitudes e expectativas que são compartilhados por todos os membros da organização”. Ou seja, as rotinas e processos, absorvidos e praticados diariamente pelos colaboradores, além do que a empresa tem como diretrizes macro-espaciais de ser e fazer.

Sendo mais direto, uma boa Cultura Organizacional busca transmitir aos funcionários o que a empresa como entidade acredita e quer, esperando que estes também se tornem defensores dos mesmos ideais, das causas que ela apóia, dos valores que possui, do propósito envolvido em cada ação realizada. Por isso que a Cultura Organizacional representa o que a empresa vive: Pois significa o que ela é em sua essência.

Porque mostrará ao público (e compreenda neste grupo não apenas clientes, mas também empregados, diretores, sócios, fornecedores e concorrentes) como a empresa se enxerga e busca que os outros a enxerguem.

E exatamente por estabelecer uma relação íntima com indivíduos que a Gestão de Pessoas faz-se extremamente presente no desenvolvimento e consolidação da Cultura Organizacional.

Existe um conceito em inglês chamado “Hiring on fit”, em tradução aproximada “Contratação considerando a cultura”, que significa incorporar ao quadro de funcionários apenas os candidatos que possuírem propósitos semelhantes aos das empresas contratantes. E isso vem se tornando cada vez mais presente, como no QuintoAndar, onde a adaptação ao modelo de cultura praticado é bastante analisado e avaliado para a continuidade da prestação do serviço ou não, e na Raccoon Marketing Digital, que define claramente valores intrínsecos à sua Cultura Organizacional, os quais devem ser assimilados e praticados pelos colaboradores.

Desta forma, percebemos que no cenário atual as empresas se posicionam quanto ao que defendem, acreditam, valorizam, apoiam e respeitam, filtrando de forma cada vez mais assertiva os colaboradores que contrata, evitando desvios de fit cultural.

Por outro lado, além de envolver questões propriamente culturais, a Cultura Organizacional abarca também os hábitos e formatos de trabalho que são praticados pelas empresas.

O modelo de startup, por exemplo, leva muito em conta o fit cultural para contratar.

Devido à demanda por velocidade nas ações e na correção de erros, por prezar pela atitude dos colaboradores, pela autonomia no trabalho, pela objetividade e dinamicidade, há preferência por funcionários que desenvolvam suas atividades e rendam no ritmo de trabalho proposto, que é intenso, exige estudo contínuo e até mesmo desempenho de atividades fora do ambiente e/ou do horário definido de serviço, mas que são recompensados pelo crescimento acelerado, desenvolvimento do sentimento de dono e grande acúmulo de conhecimento.

É interessante dizer ainda que a Cultura Organizacional, assim como a Missão e a Visão, são perfeitamente adaptáveis à realidade e ao ritmo de desenvolvimento da empresa, não necessitando ser algo fixo, rígido e completamente definido. Ou seja, ela pode ser moldada de acordo com a jornada de evolução do negócio, construindo gradativamente uma identidade e um posicionamento da empresa perante quem ela se relaciona.

 

RESUMINDO

Cultura Organizacional representa a somatória de pontos extremamente importantes para qualquer empresa: Os valores defendidos, expressos nas atividades desempenhadas, e a adaptação ao conceito de trabalho na empresa e formato de execução das atividades. Ou seja, fazer o que faz acreditando no que é, com identificação ativa pelos colaboradores aos propósitos e adequando-se às configurações que o trabalho propõe e exige.

Desta forma, investir para o desenvolvimento de uma Cultura Organizacional de qualidade gera satisfação entre os colaboradores, melhora a qualidade do trabalho executado, o que faz com mais clientes sejam atraídos e fidelizados, gerando mais lucro.

Bacana, não? E você pode continuar aprendendo ainda mais com o caso real da agência Raccoon clicando no banner abaixo:



Comentários

Send this to friend