Como o neuromarketing pode te ajudar a inovar

Neuromarketing, como o próprio nome já diz, é a combinação entre a neurociência e o marketing. Nesse texto nós vamos te ajudar a entender um pouco mais sobre essa ciência e de que forma ela pode ajudar no seu negócio.

Vamos começar falando do lado oculto existente em nosso cérebro: o subconsciente.

O que seu subconsciente sabe e você não

Ao contrário do que muitos possam pensar, as decisões que tomamos durante o dia não são baseadas na razão, mas sim em estímulos que ativam partes específicas do nosso cérebro, nos levando a decidir com qual escolha ficamos mais confortáveis.

Isso acontece porque nossa mente é dividida em três partes, conhecidas como Cérebro Trino:

Sistema reptiliano: é o que controla o instinto primitivo. Ele é responsável pela sobrevivência e tudo que diz respeito a ela, como: fome, sede, respiração, sono, etc. Se alguns desses instintos são ativados, o cérebro pode responder com sentimentos negativos como medo, raiva ou insegurança.

Sistema límbico: é a parte responsável pelos sentimentos e emoções, memória e aprendizado. Essas emoções são provocadas através dos cinco sentidos.

Neocórtex: a parte responsável pelas tomadas de decisões, a parte racional. É o que diferencia o ser humano dos demais mamíferos, o que nos torna seres inteligentes.

Estímulos externos como cheiros, sons, interações e imagens são o que define nossos sentimentos em relação ao mundo, tudo determinado pelos sistemas reptiliano e límbico. O neocórtex é o que torna todas essas decisões lógicas, por isso ele é o nosso diferencial.

A imagem abaixo mostra como se divide o Cérebro Trino:

Agora que você já sabe como ele funciona, vamos te ajudar a usar isso a favor do seu negócio.

Como usar o neuromarketing

Você já deve ter percebido que alguns cheiros remetem a uma lembrança, alguns sabores te fazem voltar a um momento e uma música pode mudar o seu humor. Isso acontece porque o nosso cérebro está respondendo a estímulos externos, mudando nossos sentimentos e sensações.

Para despertar as emoções das pessoas, você precisa criar estímulos para os sistemas reptiliano e límbico, pois são eles que mandam na tomada de decisão. Então, é preciso ter em mente que você precisa falar para o subconsciente, não para o consciente, na hora de vender o seu negócio.

Marketing sensorial e estímulos

O lado primitivo do cérebro é acionado por várias situações externas que provocam os sentidos. Então, para chamar a atenção do consumidor, você precisa incitar os cinco sentidos.

Audição: uma música pode te deixar mais à vontade, ou pode causar o efeito contrário. O mesmo funciona para o consumidor. Tenha em mente que tipo de reação você quer causar nele. Além disso, os jingles chiclete são um grande sucesso para reforçar o nome da marca.

Olfato: os cheiros sempre causam uma reação. Se o seu negócio possuir cheiro de menta, por exemplo, ou se relacionar a ela de alguma forma, esta será uma característica que remeterá as pessoas ao seu negócio.

Paladar: a fome desperta no sistema reptiliano sensações negativas como a raiva. Uma boa dica é sempre ter algo para o cliente beliscar.

Tato: quando é possível tocar no produto, a chance de venda aumenta. Outro ponto que ativa o tato dos consumidores é remeter algum tecido ou textura a marca, podendo usar isso em cartões de visita, por exemplo.

Visão: utilize as cores certas para o marketing do seu negócio. Tenha em mente que as cores e seus tons impactam o cliente pois, como o ser humano é visual, uma imagem pode impactar muito mais do que um texto.

Vale ressaltar que o mundo está dentro da nossa mente. Se você souber instigar esses sentidos apenas usando a imaginação do consumidor, também vai funcionar.

Por exemplo: imagine que você está no seu lugar favorito, e de repente passa um vendedor de croissant. Ele te oferece o de queijo e de chocolate.

Agora vamos supor que você tenha escolhido o de queijo. Você está partindo com as mãos aquela massa quentinha e macia do croissant fresquinho e o queijo derretendo no meio começa a escorrer pela fatia da massa, soprando um aroma delicioso.

Ou talvez você prefira o de chocolate. Uma massa adocicada e tenra, que parece derreter em contato com a sua língua. Agora você chegou no recheio, sabe disso por que já está sentindo o cheiro familiar de chocolate derretido, e a explosão de sensações que ele causa na sua boca é inexplicável.

Ficou com vontade?

É disso que estamos falando. 🙂

Conheça outras estratégias

Para aplicar o neuromarketing é preciso conhecer seu instrumento de uso: o ser humano. Utilizar o subconsciente é uma das estratégias para inovar o seu negócio e conquistar clientes, mas não é a única.

Para saber mais sobre estratégias de marketing, leia também: Acelere seu negócio com Planejamento Estratégico a partir de Benchmarking e Método OKR.

 



Comentários

Send this to friend