Aprenda de uma vez por todas a calcular o ROI do seu negócio e aumente seus lucros

Após ter uma ideia para resolver um problema, fazer um modelo de negócio para sua empresa, definir estratégia, dentre outras coisas, vem a pergunta crucial: quanto eu tenho para investir e fazer com que minha empresa se torne, de fato, realidade?

O investimento, sendo particular ou de investidor, precisa estar alinhado à visão da empresa e ser o suficiente para realizar o que for necessário até o negócio começar a dar retorno.

A sigla ROI é uma abreviação em inglês para Return Over Investiment, que significa Retorno Sobre Investimento, um indicador fundamental para quem já tem ou quer criar o próprio negócio.

Estratégias de marketing, métricas, números e engajamento são indicadores que determinam o desempenho do seu produto ou serviço. Como ele está sendo recebido pelo público, quais fatores ainda podem melhorar, qual é o envolvimento dos clientes com ele, etc., mas é o ROI que define se o seu negócio vai continuar no mercado.

Uma métrica tão importante assim tem que ser levada muito a sério.

Neste post você vai entender o que é ROI e aprender como calcular este indicador da sua empresa e analisar os resultados.

Vamos lá?

Afinal, o que é ROI dentro do meu negócio?

Como já colocamos acima, ROI é o Retorno Sobre Investimento, ou seja, uma métrica que calcula quanto a empresa investiu – isso vale para investimentos em todas as áreas, seja marketing, desenvolvimento, ferramentas, etc. – e quanto de retorno ela teve sobre esse investimento.

Isto é, além de controlar quanto de crédito entra e sai do negócio, as análises dos resultados do ROI apontam quais investimentos deram mais resultados e quais foram ineficazes. Com base nesses números é possível planejar novos investimentos com maior chance de retorno, ou seja, investir novamente aonde o retorno foi maior.

Como calcular o ROI

Um indicador que ajuda a medir os resultados dos investimentos do negócio, e ainda aponta qual a melhor direção para seguir, é o desejo de todo o empreendedor. Então memorize essa fórmula:

Esta fórmula diminui as chances de erros e pode ser utilizada para calcular o investimento ao todo ou específico, como em uma determinada área ou projeto.

Vamos a um exemplo prático.

Os ganhos obtidos, ou receita, é todo o valor que entra na empresa através das vendas. Vamos supor aqui que um e-commerce tenha uma receita total de R$ 100 mil mensal e a receita de apenas um marketplace seja de R$ 40 mil, também mensal.

O dono deste e-commerce quer investir R$ 10 mil no desenvolvimento de uma ferramenta para este marketplace, que possui receita de R$ 40 mil. Então a conta que ele precisará fazer para medir os resultados deste investimento e analisar seu desempenho é:

O resultado dessa conta é 300%, ou seja, o lucro desse e-commerce no mês seria 300% a mais do valor investido. Isso significa que a cada R$ 1 que for investido na plataforma, serão lucrados R$ 3.

Agora vamos analisar um outro exemplo. Pensando no mesmo e-commerce do modelo acima, vamos supor que o dono tenha que investir R$ 45.000 para consertar um erro na plataforma. A fórmula ficaria assim:

O resultado é de -11%, ou seja, além dele não ter lucrado nada com o investimento, ainda “perdeu” R$ 4.950. A aplicação pode vir a dar resultados positivos no futuro, se a ferramenta nova for mais rápida, proporcionar algum outro benefício ou se for algo que realmente faça sentido para o negócio. Por isso o planejamento e o ROI são tão importantes: a empresa consegue segurar o prejuízo até o investimento começar a dar lucro?

Ou talvez este seja o momento de analisar a estratégia e descobrir o que não está funcionando.

Fique atento! O valor do exemplo é referente ao investimento mensal. Os números da receita e investimento devem estar de acordo com o tempo. Se você deseja medir o ROI do ano passado, por exemplo, deve usar os números anuais. E assim sucessivamente.

Como analisar os resultados

Ainda de acordo com o exemplo do e-commerce, o resultado positivo mostra que o marketplace está gerando um retorno três vezes maior do que o investimento, o que comprova que a área está desempenhando um bom papel dentro do e-commerce.

Com esses números é possível comparar o que está sendo feito nesse departamento que talvez esteja faltando nos outros. Qual é o diferencial dele? O que o faz gerar lucro?

Fique atento!  Estes são três pontos importantes que você deve levar em consideração para avaliar os resultados:

Quanto foi investido para obter aquele resultado: se o seu investimento foi de R$ 50 mil e o seu retorno foi de 1%, mesmo que não tenha perdido dinheiro o lucro ainda é muito baixo perto do investimento, levando em consideração o pagamento de taxas e a inflação.

– O período que você obteve resultado: se você teve um lucro de 5% ao dia, o seu investimento está gerando um ótimo retorno. Mas se esse número se refere ao ano, então é melhor repensar os seus lucros. Levando em consideração a inflação, taxas e juros, é bem provável que seu resultado tenha sido negativo, mesmo que o número tenha sido positivo.

– Datas comemorativas: dependendo do seu produto ou serviço, datas comemorativas podem influenciar no ROI. Por exemplo, se um aplicativo de viagens costuma vender, em média, 1000 viagens mensais, é preciso ter em mente que em meses de férias – janeiro, julho e dezembro – o número de viagens vai aumentar. Portanto, leve em consideração o período e datas sazonais quando for calcular o ROI do seu negócio, para não calcular uma receita equivocada.

E depois dos resultados do ROI?

Independentemente de o resultado ter sido positivo ou negativo, continue de olho no mercado. Mesmo que os lucros tenham sido satisfatórios e você esteja no caminho certo, o mercado muda muito e rápido.

Então não pense que não é preciso buscar novas soluções para o seu negócio. É essencial sempre se adaptar às mudanças, externas e internas, como o interesse do cliente, concorrência, momento econômico, quadro de colaboradores, etc.

Se o resultado não foi o esperado, talvez seja o momento de refazer a estratégia da empresa e um novo plano de negócio. Insistir em um plano que não gera lucro pode sair mais caro do que começar um novo do zero.

Mas não se desespere. Todas as ações precisam de um tempo para mostrar o seu desempenho. Talvez o retorno não tenha acontecido no primeiro mês, mas pode acontecer no segundo. É por isso que o ROI deve ser feito com frequência, de preferência com todos os investimentos feitos individualmente, para que seja possível medir exatamente quais estão funcionando e quais estão deixando a desejar.

Não deixe para fazer o ROI apenas semestral ou anualmente. Quanto mais informações e resultados você tiver sobre os seus investimentos, melhor. Então procure analisar o ROI diariamente.

Além de proporcionar maior controle nos investimentos, o ROI também dá uma base sólida para saber quanto e onde investir. Com isso, os gastos desnecessários são cortados, dando espaço a um planejamento de curto a longo prazo, analisando periodicamente quanto o negócio cresceu e o que é preciso fazer para que cresça ainda mais.

O ROI é uma das métricas mais importantes para analisar dentro da empresa. Mas não é a única. Harmonize todos os indicadores e obtenha resultados mais precisos e eficazes para agilizar o crescimento do negócio e gerar mais lucros.

Como você pode fazer isso? É simples.

Clique abaixo e descubra o que as empresas que estão ganhando o mercado e atingido o sucesso fazem que você ainda não faz.



Comentários

Send this to friend